terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Quem tem o melhor ataque do país?

Esta é a pergunta que estampa a capa da edição 1327 da Revista Placar (www.placar.com.br), de fevereiro. Não consegui ler a publicação da Abril ainda da maneira que gosto e que ela merece. Me obriguei a pular diretamente para página 62 e ver qual time possui a dupla de avantes mais mortais da pátria de chuteiras.

Para determinar qual ataque é melhor no momento e pode fazer a diferença em 2009 os editores utilizaram 10 critérios, cada um valendo 10 pontos. Gols em 2008, encaixe da dupla, assiduidade em campo, velocidade, bola aérea, marcação, empatia com a torcida, peças de reposição, bola parada e poder de decisão.
Dos cem pontos disponíveis Alex e Nilmar atingiram 81 e ficaram com o primeiro posto. A dupla marcou nada menos que 53 gols (21 de Nilmar e 32 de Alex). Em segundo e terceiro, empatados, Palmeiras e São Paulo, 77 pontos. O Grêmio ocupa a quarta posição com 76 pontos.

Os três ataques que ficaram abaixo do Inter na lista da Placar marcaram mais gols em 2008 - 58 de Keirrison e Marquinhos, 63 de Washington e Borges, 54 de Perea e Alex Mineiro. As diferenças que colocaram a artilharia ofensiva Colorada na frente são apenas duas, mas que são primordiais:

ENTROSAMENTO - D'ale municia a dupla de atacantes com maestria e em 2009 receberá a ajuda cada vez mais efetiva do piá Taison.

MANUTENÇÃO - Dos 15 ataques listados, só o Colorado é exatamente O MESMO de 2008! Segurar atletas tão cobiçados e importantes no cenário nacional com certeza renderá frutos no ano do centenário!


Ranking completo:
1º Inter - 81 pontos (Alex e Nilmar)
2º Palmeiras - 77 pontos (Marquinhos e Keirrison)
3º São Paulo - 77 pontos (Borges e Washington)
4º Grêmio - 76 pontos (Alex Mineiro e Perea)
5º Cruzeiro - 73 pontos (Thiago Ribeiro e Wellington Paulista)
6º Santos - 72 pontos (Kléber Pereira e Roni)
7º Fluminense - 71 pontos (Leandro Amaral e Roger)
8º Corinthians - 69 pontos (Dentinho e Ronaldo)
9º Flamengo - 69 pontos (Éverton e Obina)
10º Atlético-MG - 67 pontos (Éder Luís e Diego Tardelli)
11º Atlético-PR - 66 pontos (Marcinho e Rafael Moura)
12º Botafogo - 66 pontos (Reinaldo e Victor Simões)
13º Coritiba - 66 pontos (Ariel e Marcos Aurélio)
14º Sport - 65 pontos (Fumagali e Guto)
15º Vasco - 60 pontos (Carlos Alberto e Pimpão)

Pergunta: Quantos destes ataques permanecerão iguais até junho deste ano?

2 comentários:

janete costa conti disse...

OI!!!!! Sou bem realista pra saber que vou levar corneta o ano inteiro , mas também sei que os colorados que sabem tudo de futebol sabem que o grêmio está com uma equipe bem montada e quando se entrosar vai dar trabalho !!!! jogou muito mas, faltou talvez mas respeito com o adversário , não só esse mas os proximos tambem ... bjão

Mau disse...

Acho que o maior trunfo do Inter para vence esta eleição da Placar, foi a manutenção da dupla....
Acho, que a hora que Dagoberto e Waschington e Dagoberto encaixarem, fica melhor que Nilmar e Alex.... talvez, Nilmar e Taison seja ainda melhor que com Alex... pq daí o Alex pode armar oque, pra mim, faz melhor...

Qnto a dupla do Grêmio, ela nem existe.... Mesmo se o Perea não estivesse no DM, ou que Herrera pudesse jogar, o que Maxi Lopez tivesse vindo, ou ainda se Jonas fosse O CARA, ela existiria....

parece que o Seu Celso vai insistir no 3-6-1.