quinta-feira, 18 de junho de 2009

Má de jeito nenhum!

Desistir JAMAIS!

A marcação do Inter foi muito boa, mas a do Corinthians foi espetacular. Penso que nesse quesito reside o “motivo” da vitória alvinegra no primeiro tempo da final. Conseguiram bloquear a saída de bola Colorada até fazer 1 a 0, e no segundo tempo chamaram o meio-campo do Inter para o seu campo, apostando numa bola FURTIVA (Impedimento Style) que encontrasse o Gordo. E encontrou. E aí não tem muito o que fazer. Ronaldo foi Ronaldinho na única oportunidade que teve. Mas que se registre: a marcação sobre ele durante QUASE todo o jogo foi feita de maneira correta e leal, encurtando ao máximo o espaço de movimentação do R9.

ADENDO: O lance que originou o gol: a falta que houve e foi ou não marcada, e foi batida com a bola rolando... Não tenho o menor saco pra discutir arbitragem, nem quando prejudica nem quando favorece (tudo teoricamente, claro), portanto vou falar do jogo, que foi um dos melhores do ano, se não O MELHOR do primeiro semestre nas terras de Luís Inácio.

VOLTANDO: Muito bem também foi a zaga Corinthiana. Acho que o único erro do setor foi não ter fixado marcação no Taison (muito em função da PENDURA do Chicão com os cartões e do cartão amarelo que o Alessandro levou). Vão dizer que Taison perdeu A CHANCE, querendo colocar uma culpa inventada e nos ombros errados. O guri assumiu a responsabilidade, chamou o jogo, as faltas, foi pro drible, pras tabelas. Perdeu o gol? Sim, aquele lance é 80% pro atacante correr pro abraço. Mas Felipe (além de bom goleiro tem NOME DE GOLEIRO heinhô!) está em momento especial. Fez 3 defesas (falta do Andrezinho, chute do Guina - ! - e essa bola do Taison) sensacionais, saiu muito bem do gol (menos na cabeçada do Magrão no primeiro tempo que quase entrou) e armou contra-ataques em lançamentos com as mãos. Se não fosse tão espalhafatoso já estaria na seleção. Falando em seleção... Melhor nem dizer nada, quero falar DO JOGO...

Taison não sentiu em nada o peso da decisão e foi com certeza um dos destaques Colorados, digam o que disserem. Senti orgulho do piá. Na verdade acho que isso aconteceu (sentir o peso do jogo) com outros dois jovens e promissores jogadores: Danilo Silva e principalmente Sandro. Confundiu-se na marcação à Douglas e na ajuda ao combate no setor pelo qual caiam Alessandro e Jorge Henrique (pra mim o melhor jogador da partida). E não conseguiu participar nas jogadas ofensivas. Uma pena.

Melhores em campo

Guina foi o melhor em campo pelo Inter, só pra variar um pouquinho. Entre as funções que cumpriu ontem, listo as de SALVA-VIDAS de lateral-esquerdo, ARMADOR, PONTA-DE-LANÇA (se não sabem o que é perguntem pro pessoal da velha guarda), PONTA-ESQUERDA e LÍBERO. Fora as que faz em todo o jogo, como as três primeiras funções do meio-campo e elemento surpresa vindo de trás. Falar mais é chover no molhado, Guina é a ÂNCORA MORAL do time, da torcida, da INSTITUIÇÃO Internacional de Porto Alegre. Gigante!

Falando do(s) setor(es) ofensivo agora: jogamos fora de casa com coragem, disposição e criação de jogadas no ataque. Tudo que tinha faltado contra Flamengo e Coritiba nos jogos fora. Só que dessa vez o resultado não veio. Culpar alguém pelo time ter jogado com a postura que a torcida pedia há pelo menos 2 meses? Não farei isso de jeito nenhum! E o ataque Corinthiano teve jornadas muito melhores que a de ontem, principalmente Dentinho e Douglas. Mas fez dois gols! Jorge Henrique armou e concluiu jogadas, não precisando voltar tanto para ajudar na marcação e ficando mais livre. Talvez aí esteja uma explicação.

"Emagreci uns 5 kg ontem né imprensa?"

Enfim, vi um JOGAÇO de futebol ontem. Peleado, com chances para os dois lados (no total 4 chances de gol para o Inter e 4 para o Corinthians, que em função dos gols, naturalmente foi dando a posse de bola e esperando pra sair na boa), com opções táticas variadas, com criação e marcação nas meias, com velocidade. Um jogo digno de decisão entre dois dos maiores clubes do Brasil. Se eu fosse um torcedor de um clube NEUTRO na noite de ontem, ou seja, nem torcesse para os envolvidos nem fosse torcedor de um time rival aos mesmos, ficaria muito feliz de ver uma partida tão boa.

Temos mais 90 minutos para reverter a decisão. Missão dificílima. Pelo escore, pela organização e disciplina tática da equipe do Parque São Jorge, por entrar com a pressão de virar um placar. Mas nós temos uma nação vermelha que acredita. Temos time e mais que isso, teremos NILMAR, KLÉBER e D'ALESSANDRO (e talvez BOLÍVAR) na volta. Assim como o jogo em São Paulo foi aberto e bem jogado, acho que o título ainda está em aberto e será bem jogado em Porto Alegre também.

Como diz Rocky Balboa, it ain't over 'till it's over, só acaba quando termina. E não tá morto quem peleia. E não podemos se entregar pros hôme, MÁ DE JEITO NENHUM!

Ps.: Acho que nunca fiquei tão nervoso num jogo como ontem. Vi o jogo sozinho. Quando olho jogo do Inter com o pai (90% das vezes) tenho alguém pra conversar, brigar, discutir... mas ontem era eu, a TV e a cusca lá de casa no lado. Ficava caminhando, falando baixo comigo mesmo... "Estamos jogando uma das melhores partidas do semestre longe de nossos domínios mas o gol não sai!" Os titulares faziam falta mas o time seguia adelante, sem arrefecer jamais! Quase tive um piripaque (Chaves), mas no fim ficou a sensação que ainda temos futebol pra ganhar qualquer jogo, ainda mais em casa. Isso tranquilizou um pouco, mas pegar no sono foi foda.

7 comentários:

Mau Haas disse...

Bicho... massa que deu pra ver toda tua euforia no texto... só que, mano, tá morta esta galinha... sinto muito...

Se em Sao Paulo o jogo foi aberto, esqueça que no Beira rio o Mano vai armar duas linhas de 4 ao melhor estilo Chelsea nos tempos mais retranqueiros da história...

Preparem-se... o Mano vai comemorar OUTRO título dentro do Beira Rio... sinto muito!!!

André Colombo disse...

JOGÃO, Pena Danilo não saber que pra jogar no Inter tem que ser macho e que aquilo era jogo de Final e o Sr. Arbitro esquecer a regra básica do Futebol, falta se cobra com bola parada !!! Sem contar a proteção aos pindurados do Corinthians, mas isso não vem ao caso ...

Baita jogo de futebol e que o placar mais justo era 0x0 !!! Na verdade era jogo para 3x3, mas como gol fora vale 2 não seria justo ao Corinthias !!!

Sem mais, as gazelas podem comemorar, mais uma que empate vale como resultado, unico titulo que eles tem em 6 anos foi um Gauchão com 2 empates !!! Ta claro que isso é o futebol do Grêmio.

Gonçalves disse...

olha no minimo somos bem capaz de fazer os mesmos dois gols no BR, claro que isso faz lembrar aquele necessário 3 x 0 contra o Nacional em 2007 que ficou no 1 x 0 (Fernandão), mas dá pra acreditar o Corinthias certamente será o que vimos nesse jogo, já o Inter que jogou de igual pode ter o acréscimo de Nilmar, Kleber e Dale e mais a torcida que tem feito a diferença em muitos jogos, por vezes perto da grande area dos gambás oesquema de movimentação vez ou outra os confundia e ficava livre de frente para o gol...é claro que pra tudo dar certo tem de acertar o pé, porque esse Felipe é um bom marketero, mas é um bom goleiro tambem....dia 1o. eu não acredito...e sim TENHO CERTEZA!!!

Marimon - arenavermelha.blogspot.com disse...

Lauro, às 00:22 de quinta feira, 02 de julho, defenderá o tiro livre que nos levará a glória.

Neste momento, eu, cabaço em decisões por pênaltis no estádio, morrerei bêbado, de infarto do miocárdio, e feliz.

Cumpra-se.

Rapha. disse...

Porra, o Corinthians jogou muito, que merda. E o Inter...bom, o Guiñazu jogou pelo time inteiro, por isso o time jogou bem. É impressionante, o cara desarmou TUDO, e só errou 1 passe o jogo todo. Aquele goleiro do Corinthians defendeu umas bolas boas, que poderiam ter sido decisivas para o jogo da volta.

Por mais torcida que farei, acho que as gaivotas levam o título.
Só de lembrar que o dia desse jogo será dia 2 de julho, já me vem a mémoria desse mesmo dia, ano passado, no Maior do Mundo.
QUE TRISTEZA!! ehaueahueahueah

Contudo, torço para um 3x0.
Saudações tricolores.
=00=

Felipe Conti disse...

É isso ae Marimon!!! Vamo pra batalha!

E eu já enfrentei duas decisões de pênaltis no estádio cara!

Uma que quase morri mesmo: Inter e Santos, Copa do Brasil de 97. 2 a 0 (dois do Arílson), e não fizemos o terceiro por detalhe. Se bem me lembro foi 3 a 2 a decisão nos pênaltis (e não fui pro google heinhô) com duas defesas e meia do André (uma resBalou nele e bateu na trave)! O André Colombo tava comigo no estádio, foi sofrido mas foi sensacional!

E a outra foi na Sul-Americana de 2004, contra o Figueirense. Dois empates, 1 a 1 no gigante (gol do DANILO, lembram desse?) e 4 a 2 nos pênaltis, estréia do Muricy como treinador do Inter (esse eu tive que ver no google...). Clemer pegou duas cobranças pra nós! Fui com meu tio nesse jogo, muito bala!

http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas/2004/09/04/ult59u87111.jhtm

Se for pros pênalti Laurito se consagrará!

Abraço!

André Colombo disse...

Eu não olho, fico so na escuta da torcida !!! É sofrido demais !!!!