terça-feira, 16 de junho de 2009

Final

Repare como é troço bagual uma final.

Veja o caso da Copa do Brasil. Todo mundo quer ver este jogo entre Corinthians e Inter. Todo lugar que tu vais tem alguém comentando sobre este jogo. As outras partidas do dia ficam todas em segundo plano.

Aliás, não deveria ter outras partidas em dia de finais.

Todos param, todos querem assistir, saber quem será o campeão. Até eu, gremista, queria ver este duelo. Não verei porque não posso largar o Imortal para ver o maior rival. Não assistirei porque ambas as partidas serão no mesmo horário. Mas sentirei.

E buscarei mais tarde os melhores momentos e talvez o jogo todo. Quero saber quem saiu-se melhor nos primeiros 90 minutos.

Cara, uma final é um evento nacional, talvez continental, dependendo, mundial.

É um lance maior, mais importante. Tudo se define.

Imagine isso na cabeça do jogador. Se ele fizer um gol, é o herói. Se errar, poderá ser um fracassado para sempre. Tudo está em jogo. Tudo.

Aí, vem alguém muito inteligente e extingue a final do campeonato mais importante do país.

Como foram aceitar isso? Como nós, espectadores aceitamos um Brasileirão sem final.

Entendo a “justiça” dos pontos corridos. Até me esforço pra isso. Porém, jamais aceitarei um campeonato sem final.

Imagina se Inter e Corinthians tivessem definido em jogos de ida e volta, numa final, o Brasileirão 2005.

Pense se Grêmio e São Paulo, no ano passado, tivessem tirado a limpo quem era o melhor com um jogo no Olímpico e outro no Morumbi. Final, 180 minutos, nervos a flor da pele, jogos no domingo, casa cheia.

Defendo que o Brasileirão deve mesmo ser de pontos corridos, jogo ano todo, calendário pré definido, venda de ingressos antecipada e tudo mais.

Mas deveria ter, após as 38 rodadas, uma finalíssima entre o 1º e o 2º colocados. Dois jogos, o primeiro na casa do 2º e o segundo na casa do 1º.

E outra, troféu entregue no campo, na grama. Nada de festa de gala. Futebol não é isso.

Pense nas finais dos pontos corridos:

2007 – São Paulo x Santos
2006 – São Paulo x Inter
2004 – Santos x Atlético-PR
2003 – Cruzeiro x Santos

5 comentários:

Felipe Conti disse...

Grande texto!

O foda desse lance de pontos corridos é que ninguém mais quer discutir a fórmula, é essa daí e deu... Triste, realmente...

É HOJE!!! Nervosismo é mato!
De tarde vou postar um lance sobre o primeiro tempo da final.

Abraço.

Fabio - Arena Vermelha disse...

é hoje! eh o inter!

e vai ser 2 a 2

André Colombo disse...

No jogo do Brasileiro, todo Corinthiano fala que so perderam pois era time reserva, agora é o inter que esta sem 4 titulares ... Resultado difícil de opinar !!!

Acredito em 2x1 pra eles, para fazer a final aqui no Gigante pegar fogo !!! Com placar de volta 3x1 Inter com 2 do Nilmar e 1 do D'Ale de falta.

Rapha. disse...

Torcerei para o Internacional, tudo menos o Corinthians...

Abraço!

Mau Haas disse...

Putz, esqueci de dar meu chut:
Curíntia 2 a 0 no Inter
Grêmio 3 a 0 no Caracolish!